Contactos frequentes
Contactos frequentes (detalhes)
Página Principal

Notícias da Divisão de Apoio Social à Função Pública

Serviços de Apoio aos Trabalhadores dos Serviços Públicos

A fonte do estresse dos estudantes do ensino secundário

O estresse existe em todas as etapas do crescimento de uma pessoa pelas responsabilidades que lhe são inerentes. Os estudantes do ensino secundário enfrentam a fase da adolescência, associada ao desenvolvimento do auto-reconhecimento, à exploração dos diferentes interesses pessoais, caminhos, formas de lidar com os outros, bem como o seu lugar e papel no mundo. Os adolescentes ao entrarem na fase da puberdade são influenciados pela alteração das hormonas, e como o seu cérebro ainda não está totalmente maduro, agem imprudentemente e sofrem de mudanças de humor. Por outro lado, os adolescentes ao terem um conhecimento básico do mundo querem ser autónomos, comportam-se à sua maneira, cultivam o seu círculo de amigos, e se nesta altura os pais ainda vêem os filhos como se fossem crianças, estes facilmente terão duas atitudes extremas: uma é o facto de serem muito mais infantis ou dependentes do que os adolescentes da sua idade, a segunda é terem uma atitude desafiante e revoltada. Deste modo, ao percebermos o estresse dos adolescentes, podemos ajudá-los a crescer saudavelmente.


Alguém sabe o nível de estresse dos encarregados de educação?

Muitos encarregados de educação sentem-se estressados e impotentes na educação das suas crianças, alguns chegam a afirmar: “o meu maior fracasso na vida é educar o meu filho, mesmo que trabalhasse vinte horas não me cansaria tanto como quando passo uma hora com ele, apetece-me chorar. Já usei todas as formas possíveis e nada funciona, o que posso fazer?”, este tipo de experiência acontece na vida de muitos encarregados de educação, sendo as fontes do seu estresse as seguintes:



Reuniões eficientes num curto espaço de tempo

No local de trabalho, muitas vezes, o trabalho da equipa é dominado, coordenado e acompanhado, através da realização de uma reunião. No entanto, muitas vezes, é difícil evitar reuniões demoradas e ineficientes, e muitos trabalhadores de escritório até consideram que as reuniões impedem o progresso do trabalho. A falta de preparação e de clareza do objectivo das reuniões, forma de comunicação e negociação ineficazes, entre outros, afectam a eficiência das reuniões, e a agenda das mesmas é sempre um dos factores ignorados.