Contactos frequentes
Contactos frequentes (detalhes)
Página Principal

Serviços de Apoio aos Trabalhadores dos Serviços Públicos

Pequenos Artigos sobre Psicologia

Três dicas principais para se atingir o estado de felicidade

Viver uma vida boa e feliz é o sonho de muitas pessoas, mas parece ser algo difícil de conseguir neste mundo. A felicidade não significa conseguir ou possuir algo, mas sim um estado e uma sensação subjectiva que podem ser sentidos através do estado de espírito, prática e adaptação do ambiente. Seguem-se três dicas principais para ser feliz:



Soltem a mão das crianças para que vão longe, observem-nas à distância

Quando os filhos não ouvem os pais ou não lhes revelam algo, muitos progenitores ficam zangados, acham que foram enganados ou que os filhos estão no mau caminho, alguns pais até os repreendem dizendo “achas que és adulto e já sabes tudo?”. Os filhos depois de ouvirem isso, sentem-se magoados, porque não era sua intenção criar conflitos com os pais. Quando os filhos lhes perguntam qual a razão por trás dessa reacção, estes afirmam honestamente que “se sentem desrespeitados”, e é precisamente esse tipo de sentimento que inibe os filhos de verbalizarem algo susceptível de causar mágoa.



A fonte do estresse dos estudantes do ensino secundário

O estresse existe em todas as etapas do crescimento de uma pessoa pelas responsabilidades que lhe são inerentes. Os estudantes do ensino secundário enfrentam a fase da adolescência, associada ao desenvolvimento do auto-reconhecimento, à exploração dos diferentes interesses pessoais, caminhos, formas de lidar com os outros, bem como o seu lugar e papel no mundo. Os adolescentes ao entrarem na fase da puberdade são influenciados pela alteração das hormonas, e como o seu cérebro ainda não está totalmente maduro, agem imprudentemente e sofrem de mudanças de humor. Por outro lado, os adolescentes ao terem um conhecimento básico do mundo querem ser autónomos, comportam-se à sua maneira, cultivam o seu círculo de amigos, e se nesta altura os pais ainda vêem os filhos como se fossem crianças, estes facilmente terão duas atitudes extremas: uma é o facto de serem muito mais infantis ou dependentes do que os adolescentes da sua idade, a segunda é terem uma atitude desafiante e revoltada. Deste modo, ao percebermos o estresse dos adolescentes, podemos ajudá-los a crescer saudavelmente.